A ideia de se ter um blog


A ideia de se ter um blog aqui, no meu espaço profissional e de divulgação do meu trabalho, surgiu pela necessidade constante de um “mantra” que soa constantemente:

“Repasse o conhecimento.”

Após ver o documentário O Menino da Internet: A História de Aaron Swartz, deixei o link aqui embaixo […]

[…] me questionei sobre as toneladas de informações que “escorrem” diariamente por nossas telas de crystal líquido, tubo e LCD. Temos milhões de computadores, celulares, televisores, rádios e afins jogando informação na nossa cara diariamente, mas o quanto de tudo isso é realmente aproveitado por nós, sob a forma de conhecimento especificamente? Já sabemos que o volume educacional/útil beira o grandessíssimo ZER0%.

Penso no tanto que o mundo EUA/Europa tem escondido o conhecimento das pessoas de diversas formas, utilizando-se dos mais diversos argumentos e artifícios para o fazê-lo. Seja utilizando-se das fronteiras da linguagem, onde quase todo material que se encontra é obtido em inglês, seja por motivos empresariais, que é o caso da maioria esmagadora das empresas que dominam o mundo atualmente (e que provavelmente foram originadas nestes 2 locaizinhos do globo), e nisso eu incluo todos os ramos empresariais do mundo (seja ele alimentício, tecnológico, têxtil, bélico, médico, etc – todos), ou seja por motivos governamentais, como foi o caso do Wikileaks com Julian Assange e Edward Snowden.

Então, voltando ao assunto do blog para não me alongar muito, a eureka! aqui é basicamente a busca por fama, glória e reconhecimento compartilhar o conhecimento que adquiri e as formas de como obtive este conhecimento em específico, ajudando mais e mais pessoas em diversos tipos de assunto e conteúdos que surgirão aqui. Vou focar em tudo que puder ser ensinado de alguma forma, ou seja, serão diversos e múltiplos assuntos, sempre focados no conhecimento livre (um gancho aqui pras questões do código aberto que prezo), dando a oportunidade de mais e mais pessoas conhecerem o que estudo e o que faço. O blog também me servirá como um diário/log das coisas que estudei, para que estas fiquem registradas e me guiem neste infinito de zeros e uns e para que o Bruno do futuro sempre se lembre do que estudou, vendo quantas casas avançou neste “Jogo da Vida”.

Por fim é isso, esta postagem é só uma introdução do blog, dos “porquês” eu tô fazendo isso e blábláblá whiskas sachê. Deixo vocês então com uma mensagem sábia do mestre Mandela:

“Educação é a mais poderosa das armas que você pode usar para mudar o mundo.”
– Nelson Mandela

Fontes, Referências e Agradecimentos

Imagem de capa (que copiei e alterei)
Estilo de CSS que usei aqui nesta postagem e vou continuar usando em outras

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *